segunda-feira, 30 de março de 2009

A vinda dos imigrantes

Neste segundo post vamos falar a respeito da vinda dos imigrantes alemães para Dois Irmãos, oque motivou essa vinda, qual a finalidade de se instalarem por aqui, e consequentemente darem inicio à comemoração do nosso kerb.
Segue abaixo transcrição a respeito desse fato:

"A iniciativa de colonizar áreas desprotegidas ou de recuperar empreendimentos falidos, através da ocupação maciça e organizada de imigrantes estrangeiros, foi a resposta imediata do Governo Central - após a Proclamação da Independência do Brasil em 1822 - para fazer frente às ameaças externas que rejeitavam a autonomia brasileira.

Ora a Real Feitoria do Linho Cânhamo no Rio Grande do Sul experimentava uma fase de total decadência. A região estava em completo abandono e carencia de novo incremento, o que podia, talvez, ser conseguido com uma exploração sistemática e uma penetração gradativa para o interior.

Era então Presidente da Província de São Pedro, o Desembargador José Feliciano Fernandes Pinheiro - mais tarde Visconde de São Leopoldo - em cujas mãos D. Pedro I fez chegar o conhecido "Aviso do Governo" de 31 de março de 1824, no qual ele pede que sejam demarcadas as terras do Linho Cânhamo para nela se estabelecerem os alemães.

Em julho de 1824, já chegava a Porto Alegre a primeira leva de imigrantes com destino ao "passo" do Rio dos Sinos, mas só em 20 de agosto do mesmo ano teve início a medição. (...)"
Profª Clarice Maria Arandt, "História da Colonização de Dois Irmãos", 1999, p.10-11.,

Acompanhando esse trecho da história, percebemos que os imigrantes alemães já se encontravam pelo Rio Grande do Sul antes de 1829, data histórica da primeira comemoração do kerb em Dois Irmãos, muito provavelmente também já tivessem se instalado em Dois Irmãos, porém, não é possível fazer tal afirmação por falta de provas que comprovem esse fato, como escreveu a Profª Clarice Maria Arandt.

"(...) Esses seriam, pois, os primeiros grandes passos que determinariam a origem da ocupação humana da então "Picada de Dois Irmãos" (nome luso com o qual se batizou primeiramente o vale dos morros gêmeos).

Não sabemos nós - por falta de documentos que o comprovem ou por falta de acesso a eles - se entre os primeiros 38 colonos chegados ao sul no bergantim "São Joaquim Protector", já algum tenha comprovadamente se dirigido ao vale, ali estabelecendo sua morada.

É sabido, no entanto, (...), que as primeiras levas de colonos se estabeleceram com pequenas propriedades rurais de exploração agrícola exatamente nas zonas pré-serranas. Em sendo Dois Irmãos uma região com essa caracterítica especial, é de supor que algum colono tenha nela recebido terras para se instalar."
Profª Clarice Maria Arandt, "História da Colonização de Dois Irmãos", 1999, p.11-12.

Pois bem galera, um pouco mais da nossa história é contada aqui. Acompanhem o blog e descubram mais ainda dessa história. Até breve.

Um comentário:

Hariet disse...

Resgatar a História de nossos antepassados é garantir nossa identidade. Identidade esta que nos ensina valores/costumes e nos fazem cidadãos participantes de uma sociedade que busca cada vez mais o por quê de nossa existência. Parabéns Edi pela iniciativa de não tornar o Kerb apenas uma simples festa! Minha Mãe com certeza está muito feliz com tal iniciativa, basta observar o brilho das estrelas! Abraço, Hariet Arandt